© 2019 por Inspirando Jovens de Sucesso - Embaixadores IJS -  Youth Assembly - ONU 2019

Nathália Bretas

Tenho 22 anos, estudo engenharia química na UFRJ e trabalho na AMBEV. ODS: Educação de qualidade; Trabalho decente e crescimento econômico; Cidades e comunidades sustentáveis.

ODS 4 Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

Educação sempre foi um tema importante na minha família. Meu avô era pedreiro de obra, e foi nas obras que ele aprendeu a importância de estudar observando sempre os engenheiros. Com toda humildade e força de vontade, começou à pedir ajuda aos engenheiros para estudar. Os livros emprestados nas obras com o tempo se tornaram uma graduação em engenharia elétrica, permitindo meu avô conquistar novos cargos. Fez questão de dar educação a seus filhos, entre eles o meu pai: professor de química das redes pública e privada. Foi com meu pai, que conheci a verdadeira realidade do ensino público no meu pais, pois desde pequena ele me levada junto com ele para as escolas. Hoje, espero poder concretizar um projeto com educação na cidade na qual fui criada no interior do Rio de Janeiro, visando ajudar mais jovens do ensino médio em situações desfavorecidas a ingressarem na faculdade pública.

ODS 8 Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos

Acredito que o setor privado tem um poder de impacto na sociedade imenso e muito mal explorado ainda. Devemos levar as ODS cada vez mais para empresas e ajuda-las a terem metas baseadas nos objetivos, para trabalharmos todos por um mundo melhor. Com isso, podemos ter cada vez mais empresas prezando o crescimento sustentável e com responsabilidade social, promovendo a inclusão e diversidade em seus quadros de funcionários, inclusive em cargos de liderança. Ajudar as empresas a crescerem de forma sustentável também é a melhor forma de garantirmos mais empregos, de forma que todos tenham um trabalho decente, fazendo a economia do país girar.

ODS 11 Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis

Cidades sustentáveis sempre foi um tema de grande interesse meu. Em 2016, fiz parte de um projeto na comunidade de La Isla, em Cucuta, Colômbia, no qual fizemos projetos funcionais utilizando o lixo reciclado e materiais descartados, como a construção de uma ponte feita com pallets antigos de supermercado e um parque para as crianças feito com pneus antigos. Na faculdade, estive envolvida com a construção da recicladora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde produzíamos réguas para os alunos com os copos descartáveis coletados nos restaurantes universitários.